Lá vai ela, de novo

Amor, és forte porque frágil torna o homem
És vivo porque trás morte à alma
Frente a ti outros sentimentos somem
E a saudade dela encontra-se calma

Aqui, a paixão vive e o fogo arde
Mas os dias passam e a tristeza aperta
Apesar desse amor ser uma arte
A moça deve voltar a sua terra

Vai-se ela, de novo, naquele avião
Vai voar atravessando o Sertão
Para talvez não mais voltar

Vai-se ela, de novo, fugindo de mim
Despediu-se com um beijo perfumado de jasmim
Prometendo “Para sempre vou te amar”

Anúncios

Um pensamento sobre “Lá vai ela, de novo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s